sábado, 20 de julho de 2013

Cabral importará 30 mil policiais cubanos

O Vaticano enviou uma pintura para enfeitar o teto da igreja da Candelária
ANGRA DOS REIS - Em entrevista coletiva concedida há pouco, o governador Sérgio Cabral culpou grupos internacionais pelo vandalismo no Leblon. "A CIA e a NSA me informaram que os illuminati, a maçonaria e os carbonários estão por trás dessas barbáries. Criei um gabinete emergencial de Inquisição para punir os desordeiros", anunciou.

Em seguida, o governador anunciou medidas para combater vândalos infiltrados dentro e fora de seu governo. "Inspirados na bem sucedida iniciativa do Ministério da Saúde, vamos importar 30 mil policiais cubanos, 3 mil soldados norte-coreanos e 5 mil agentes da CIA. Também abrimos uma licitação para empresas interessadas em gerenciar o nosso gabinete de crises", explicou, esbaforido, limpando o suor com um guardanapo nacional.

Descontrolados, manifestantes alegaram que Cabral se recusa a ouvir a voz que vem das ruas. "Queremos o fim do Nextel com viva voz, o fim da buzinadinha marota assim que o sinal de trânsito fica verde e a descriminalização do ketchup na pizza", exigiu Rafucko.

Em sintonia com as demandas brasileiras, o Vaticano anunciou que instalará confessionários na Alerj, no gabinete de Cabral e na IMX durante a Jornada Mundial da Juventude.

De The Herald, REVISTA PIAUI

Uma emenda constitucional de seis palavras para limitar ministérios

O líder do PMDB na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), apresentou proposta de emenda constitucional com apenas seis palavras, mas com um grande poder de provocar o PT e a presidente Dilma Rousseff. O parlamentar propõe alterar o artigo 88 da Constituição, que ganharia a frase “que não poderá exceder a vinte”, para limitar a criação de ministérios pelo Poder Executivo. A constituição continuaria prevendo que ministérios teriam de ser criados por lei. Se a emenda for aprovada, também passará a ter limite de quantidade. “Estudei muito para chegar a este texto que é quase a metade do atual número de pastas”, explicou Cunha. Aliado do governo, e com fama de ser fustigador do Planalto e do PT desde que chegou à Câmara em 2007, o líder do PMDB pretende aprovar a emenda em agosto se tiver o apoio dos demais líderes. A emenda já tem as 171 assinaturas necessárias para ser apreciada. 


De Felipe Patury, EPOCA

Espionagem: Brasil enviará comissão a Washington

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, telefonou nesta sexta-feira para a presidente Dilma Rousseff. Os dois trataram da revelação de que os serviços de espionagem americanos monitoram registros de chamadas telefônicas e o fluxo de dados da internet no Brasil e de que agentes da CIA se fazem passar por diplomatas de carreira na Embaixada dos Estados Unidos em Brasília.
Segundo a assessoria de Dilma, o vice lamentou a repercussão negativa do episódio e convidou o governo brasileiro a enviar representantes para uma conversa sobre o tema nos próximos dias, em Washington. A presidente aceitou o convite, e deve enviar uma comitiva com integrantes dos ministérios da Justiça, da Defesa e do Gabinete de Segurança Institucional...

De Gabriel Castro, de Brasilia, VEJA

Verba desviada pagou Duda em campanha de governador, diz PF

Investigação de um ano e quatro meses da Polícia Federal aponta que esquema de superfaturamento e desvios de verbas, com conluio em licitação e uso de empresas fantasmas, serviu para pagar o publicitário Duda Mendonça e campanhas de políticos do PSB e PSD.

O inquérito da PF, ao qual a Folha teve acesso, foi enviado nesta semana para a Justiça, a Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Segundo a PF, o desvio ocorreu em programa de implantação de internet grátis na Paraíba, por meio da empresa Ideia Digital, com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Na época da assinatura do convênio de R$ 6,25 milhões com a Prefeitura de João Pessoa (outubro de 2009), a pasta era comandada pelo PSB teve ministros como Roberto Amaral, vice-presidente da sigla, e o hoje governador Eduardo Campos (PE).

A Ideia venceu a licitação por meio de esquema fraudulento, segundo a investigação da PF e da Controladoria-Geral da União. Participaram da disputa "fictícia", nas palavras da polícia, empresas formadas por funcionários da Ideia e outras cujos documentos eram falsificados para simular uma concorrência.

O contrato teve verba de emenda parlamentar de R$ 18,5 milhões. Apesar de a emenda ser da bancada da Paraíba na Câmara dos Deputados, quem indicou o projeto foi o hoje vice-governador do Estado, Rômulo Gouveia (PSD), na época deputado. Ele foi indiciado por corrupção passiva.

Segundo a PF, houve superfaturamento de cerca de R$ 1,6 milhão e pelo menos R$ 1,1 milhão serviu para pagar a empresa de Duda Mendonça pela campanha de 2010 do atual governador Ricardo Coutinho (PSB-PB), por meio de empresas fantasmas.

Duda figurou no julgamento do mensalão justamente sob acusação de ter participado de um esquema de lavagem de dinheiro após ter recebido pagamento de campanha no exterior sem declarar às autoridades. Naquele caso, ele foi absolvido pelo Supremo Tribunal Federal.
O dinheiro foi repassado pela Ideia Digital para duas empresas de São Paulo, a Brickell Processamento de Dados e Rigusta Informática. A PF esteve na sede delas e afirma que são fantasmas. Na Brickell, uma mulher disse morar na casa desde 1976 e desconhecer os sócios da firma.

Com informações do Coaf (órgão de inteligência financeira do Ministério da Fazenda) e de bancos, os policiais descobriram que a conta bancária de uma das empresas era movimentada por um motoboy e pelo diretor financeiro da Duda Mendonça Propaganda. A PF afirma que os dois eram prepostos do publicitário.

Conclui o relatório: "As empresas fantasmas tinham faturamento imaginário, figurando apenas como interpostas no processo de lavagem de dinheiro".

Como o governador da Paraíba tem foro privilegiado e só pode ser processado pelo Superior Tribunal de Justiça, os supostos crimes dele e de Duda não foram formalmente apontados os investigadores pedem que isso seja feito em outro inquérito. Para a PF, há indícios claros de que houve lavagem de dinheiro...


De Fernando Mello, Fernanda Odilla, de Brasília, Moacyr Lopes Junior, FOLHAPRESS, FOLHA

quarta-feira, 17 de julho de 2013

provação do governo Dilma cai de 54,2% para 31,3%, aponta CNT/MDA

Pesquisa realizada pelo instituto MDA encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada nesta terça-feira revelou uma piora na avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff. 
A avaliação positiva do governo caiu de 54,2% em junho para 31,3% em julho. Esse percentual representa a soma entre os que avaliam o desempenho do governo como ótimo ou bom. Já a aprovação pessoal da presidente caiu de 73,7% para 49,3%.
A pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 10 de julho - depois, portanto, da onda de protestos nas cidades do país. Foram entrevistadas 2.002 pessoas em 134 municípios. A margem de erro é 2,2%.
Os dados mostram que a avaliação da economia também ajudou na queda da avaliação. A expectativa em relação ao emprego no país para os próximos seis meses piorou. Em junho, 11,5% disseram que a expectativa era pior, enquanto em julho 20,4% manifestaram-se negativamente. Por outro lado, 39,6% disseram que o emprego ia melhorar em junho, ao passo que em julho o índice recuou para 32%.


De Caio Junqueira, VALOR

Caso Molina: Bolívia revista avião da FAB à procura de asilado

Na primeira semana de julho o presidente da Bolívia, Evo Morales, foi protagonista de um episódio que provocou uma crise diplomática envolvendo vários países. Morales retornava da Rússia quando teve o seu avião proibido de sobrevoar o espaço aéreo da Itália, França, Espanha e Portugal, sendo obrigado a pousar na Áustria, onde foi revistado pela Polícia Nacional. O motivo? A implacável caçada do governo americano ao ex-consultor da Cia, Edward Snowden, que denunciou o esquema de espionagem a cidadãos por  agências da Inteligência. A suspeita era de que Snowden estivesse no avião de Morales. O presidente boliviano havia passado pela mesma situação há nove meses, mas no papel de “caçador”. A “caça” foi o avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que levava a bordo o ministro da Defesa, Celso Amorim, retornando de Santa Cruz de La Sierra, onde cumpria a agenda oficial. Policiais bolivianos entraram na aeronave com cães farejadores e fizeram uma revista cuidadosa. Motivo? O governo Morales desconfiava que no avião estivesse o senador boliviano Roger Pinto Molina, asilado na embaixada do Brasil em La Paz, há mais de um ano.
A informação, mantida em segredo pelos dois países, partiu de fontes do governo brasileiro, que também comentaram sobre uma carta emita pelo Itamaraty à Morales, repudiando a atitude radical do governo boliviano. A resposta veio com um simples pedido de desculpa. O motivo da visita de Amorim ao país foi para acertar as negociações de doação de helicópteros da FAB para o combate ao narcotráfico nas fronteiras dos países. E foi justamente questões relacionadas ao narcotráfico que levou o senador oposicionista Roger Pinto Molina a pedir asilo político ao Brasil. Ele procurou a embaixada brasileira no dia 28 de maio de 2012, afirmando sofrer perseguições do governo de Evo Morales. O senador da oposição é acusado em 20 processos judiciais movidos pelo poder público, após denunciar que funcionários do alto escalão do governo boliviano estavam envolvidos com o narcotráfico. A presidente Dilma Rousseff concedeu o pedido de asilo ao político, mas Morales recusa até hoje o salvo-conduto para que Molina deixe a embaixada em liberdade. Com isso, o senador permanece confinado.
Em março desse ano, os dois países tentaram resolver o caso através de uma comissão bilateral, mas a embaixada foi afastada das negociações, que seguem sob a responsabilidade de diplomatas em Brasília. Contrapartida, Morales reagiu criticando a atuação do embaixador brasileiro Marcel Fortuna Biato. A ministra da Comunicação boliviana, Amanda Dávila, chamou Biato de “porta-voz da oposição”, em resposta ao pedido do diplomata que solicitou ao poder público uma solução rápida para o caso. Já a presidente do Senado, Gabriela Montaño, comentou que Biato estava transformando a embaixada do Brasil em “refúgio de delinquentes”.
Os comentários geraram uma crise diplomática e o governo brasileiro transferiu o embaixador de La Paz para a Suécia. A medida foi tomada, por coincidência, após a visita do chanceler brasileiro, Antonio Patriota ao ministro da Presidência boliviano, Juan Ramón Quintana, para debater pautas sobre assuntos comerciais, migratórios e de combate ao narcotráfico. Rumores nos meios diplomáticos dão conta de que o governo boliviano solicitou mudanças na representação da embaixada brasileira. A embaixada da Suécia no Brasil confirma a autorização formal para a transferência de Biato, que deve ocupar o cargo em Estocolmo.


De Cláudia Freitas, JORNAL DO BRASIL

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Espanha pede desculpas à Bolívia por incidente com avião de Evo Morales

La Paz - O governo espanhol apresentou nesta segunda-feira à chancelaria boliviana uma nota para manifestar suas desculpas pelo incidente com o avião do presidente Evo Morales na Europa há duas semanas e expressou sua confiança em que o tema será liquidado e as relações bilaterais se manterão em um bom nível.

A nota foi entregue pelo embaixador da Espanha em La Paz, Ángel Vázquez, que lamentou o proceder de seu colega em Viena, Alberto Carnero, a quem Morales acusou de pretender inspecionar seu avião para verificar se com ele viajava o ex-técnico da CIA, Edward Snowden, requerido pelos Estados Unidos por divulgar informação confidencial.

"Lamentamos esse fato, apresentamos nossas desculpas por esse proceder, que não foi adequado e que incomodou o presidente e lhe pôs em uma situação difícil e imprópria de um chefe de Estado", disse Vázquez em declarações à imprensa após entregar a nota ao vice-chanceler da Bolívia, Juan Carlos Alurralde.


De mundo, EFE

Rússia e China evitam que ONU condene testes de míssil iraniano

NAÇÕES UNIDAS - Uma comissão do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) está dividida sobre se os testes de mísseis do Irã no ano passado violaram as sanções impostas a Teerã por causa de seus programas nuclear e de mísseis balísticos, afirmou o enviado da Austrália na organização nesta segunda-feira.
Essa divisão efetivamente impede qualquer ampliação das sanções contra Teerã em relação aos testes no momento, disseram enviados da ONU sob condição de anonimato.
Diplomatas disseram que foi a Rússia, apoiada pela China, que se recusou a declarar o lançamento de mísseis de Teerã uma violação das restrições da ONU, como um Painel de Especialistas da ONU disse que era o caso.
O impasse no comitê de sanções contra o Irã, que é composto por todos os 15 membros do Conselho de Segurança, destaca as dificuldades que potências ocidentais enfrentam para convencer Rússia e China a pressionar Teerã a suspender seu programa nuclear e de mísseis.
O Irã rejeita as alegações dos Estados Unidos, das potências europeias e de seus aliados de que esteja desenvolvendo armas nucleares e diz que as sanções da ONU contra o país são ilegais.

De Louis Charbonneau, REUTERS BRASIL

Embraer entrega 51 aviões no 2º trimestre

SÃO PAULO - A Embraer entregou 51 aviões no segundo trimestre deste ano, sendo 22 da aviação comercial e 29 da executiva, informou a fabricante nesta segunda-feira. Com isso, as entregas da Embraer em 2013 totalizam 80 aeronaves, sendo 39 de aviação comercial e 41 da aviação executiva. Entre abril e junho, o destaque foi o modelo E190, da aviação comercial, com 14 entregas, enquanto na aviação executiva os jatos leves responderam por 23 entregas.

A carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizou US$ 17,1 bilhões em 30 de junho, um aumento de US$ 3,8 bilhões ante março, no maior valor desde o terceiro trimestre de 2009, informou a empresa.

“O backlog do segundo trimestre inclui também os pedidos já anunciados para 40 jatos E175, vendidos para a Skywest, bem como 30 jatos E175 para a United Airlines, entre outros”, informou a fabricante em comunicado.

Em maio, a Embraer anunciou um acordo para a venda de 40 jatos regionais modelo 175 à norte-americana SkyWest, com opções de compras adicionais, que poderiam levar a um contrato total de mais de US$ 8 bilhões. Já com a United, o acordo anunciado no fim de abril considera a venda de 30 jatos Embraer 175, em um negócio avaliado em mais de US$ 1 bilhão.


De economia, O GLOBO

Surge, enfim, o nome da mudança

A revolta das ruas produziu um milagre. Não as votações espasmódicas do Congresso Nacional, nem a revogação de aumentos das tarifas de ônibus. Esses foram atos oportunistas, que logo sumirão na poeira da história, embora tenham sido celebrados como vitórias revolucionárias. O milagre também não foi a reação do governo Dilma Rousseff, que propôs ao país um plebiscito para reformar a política. Outros governantes já usaram alegorias para embaçar o debate. Como a alegoria de Dilma é especialmente fajuta, não será comentada neste espaço. O milagre da onda de passeatas foi a reabilitação dele – o filho do Brasil, o homem e o mito, Luiz Inácio Lula da Silva. 
A opinião pública brasileira é um show. A pesquisa Datafolha que registrou queda na avaliação do governo Dilma quase à metade revelou que, hoje, a eleição presidencial iria para o segundo turno. A não ser que Lula entrasse no páreo. Aí ele seria eleito em primeiro turno. O povo, revoltado com tudo isso que aí está, puniu Dilma nas pesquisas porque quer mudança. E sua opção de mudança é Lula. Viva o povo brasileiro!

A pesquisa revelou mais. Quem teria, hoje, o melhor preparo, entre os candidatos, para resolver os problemas econômicos do Brasil? Em primeiro lugar, disparado: Lula. É um resultado impressionante. A maioria do eleitorado deve estar escondendo alguma informação bombástica. Devem ter algum segredo, guardado a sete chaves, sobre o novo Lula. Diferentemente do velho, esse aí não deve ter nada a ver com Dilma, Guido Mantega, Gilberto Carvalho, José Dirceu, enfim, a turma que estourou as contas nacionais para bancar o populismo perdulário.

Não, nada disso. O novo Lula – esse que a voz do povo descobriu e não quer nos contar – é um administrador moderno, implacável com o fisiologismo. Um Lula que jamais daria agências reguladoras de presente a Rosemary Noronha, para ela brincar de polícia e ladrão com os companheiros (é bem verdade que a polícia só chegou ao final da brincadeira). Esse Lula, que hoje seria eleito para desenguiçar a economia brasileira, sabe que politizar e vampirizar uma Anac compromete o serviço da aviação. O povo foi às ruas por melhores serviços de transportes, e o novo Lula não faria como o velho Lula – aquele que transformou as agências do setor num anexo do PT e seus comparsas. Jamais.

O povo brasileiro é muito sagaz. Descobriu o que nem um sociólogo visionário descobriria: o sujeito que pariu Dilma, montou seu modelo de administração e dá pitaco nele até hoje fará tudo completamente diferente, se for eleito presidente em 2014. Quem poderia supor uma guinada dessas? Só mesmo um povo sacudido pela revolta das ruas faria essa descoberta genial. O grande nome da oposição a Dilma é Lula. É ele quem saberá levar as finanças nacionais para onde Dilma, segundo a pesquisa, não soube levar. O eleitor brasileiro é, desde já, candidato ao Prêmio Nobel de Economia por essa descoberta impressionante.

Como se sabe, Lula manteve a política econômica de Fernando Henrique – até porque seu partido não tinha política de governo, não tinha projetos administrativos (continua não tendo), não tinha nada. Para manter a militância acesa, o ex-operário assumiu a Presidência criticando o Banco Central. Auxiliado pelo vice José Alencar, inaugurou o primeiro governo de oposição da história. (Longe dos holofotes, pedia pelo amor de Deus para o BC continuar fazendo o que estava fazendo, já que ele não entendia bulhufas daquilo.) A conjuntura internacional foi uma mãe para o filho do Brasil, e ele torrou o dinheiro do contribuinte na maior festa de cargos e propaganda já vista neste país. Lançou então a sucessora, que fez campanha dizendo que o PT acabara com a inflação.

O único erro de cálculo dos companheiros foi esquecer que a desonestidade intelectual tem pernas curtas. E a conta do charuto do oprimido chegou: eis a inflação de volta. (Ao negar esse fato, Mantega foi convidado pelo companheiro Gilberto Carvalho a dar um passeio na feira.)

Mas vem aí o novo Lula, ungido pela sabedoria das massas, para salvar a economia brasileira. Qual será seu segredo? Será a substituição de Guido Mantega por Marcos Valério? Pode ser. Até porque o país não suporta mais amadorismo.


De Guilherme Fiuza, ÉPOCA

Salário de parlamentar no Brasil é maior do que na Alemanha e no Japão

Um levantamento realizado pela revista britânica The Economist colocou os parlamentares brasileiros na vergonhosa quinta posição de um ranking que analisou os gastos absolutos e proporcionais com salários de parlamentares. Ao todo, 29 países foram analisados. Em valores absolutos, segundo a revista, um congressista brasileiro custa 157 000 dólares anuais, salário que ultrapassa os pagos em estados ricos como a Alemanha, a França e o Japão.
Hoje, os congressistas brasileiros ganham 26 723,13 reais por mês, além de outros benefícios. 
Proporção - A quinta posição pode ser considerada mais grave. O impacto dos gastos de Estados Unidos, Austrália, Itália – que aparecem à frente do Brasil em salários absolutos – é menor em relação ao Produto Interno Bruto per capita do país. Ou seja, eles gastam mais, mas o país é mais rico e pode pagar essa diferença.
Nesses termos proporcionais, o Brasil registra um novo vexame: a sexta posição. Segundo o ranking, deputados e senadores brasileiros ganham em média treze vezes mais que o PIB per capita do país. Desta vez, os números colocam o Brasil à frente de superpotências como os Estados Unidos. Na França, por exemplo, o salário de um parlamentar é duas vezes superior ao PIB per capita. 
O Brasil só parece bem na comparação com países como a Nigéria (onde os parlamentares ganham 116 vezes o PIB per capita do país) e o Quênia (76 vezes). Na última posição está a Noruega, que paga salários próximos ao PIB per capita do país...

De congresso, VEJA

Em encontro com evangélicas, Dilma ora por 'momento delicado' do Brasil

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta segunda-feira (15) um grupo de 16 líderes evangélicas e, segundo presentes na reunião, orou junto com as religiosas pelo "momento delicado" pelo qual o país passa.

A audiência faz parte da estratégia do governo para dar uma resposta às manifestações que tomam conta das ruas em vários Estados.

Há pouco mais de 15 dias, pelo Twitter, o deputado Pastor Marco Feliciano mandou uma mensagem para o pastor Silas Malafaia sobre uma reunião da presidente com ativistas LGBT. "Somos ou não somos invisíveis?", questionou. Ainda pela rede social Malafaia subiu o tom da reclamação e disse que Dilma tem recebido até "vadias", mas esqueceu dos evangélicos...


De Tai Nalon, de Brasília, FOLHA DE SÃO PAULO

Apple investiga caso de aeromoça eletrocutada com iPhone 5

CINGAPURA - A Apple informou que está investigando um acidente no qual uma aeromoça da China Southern Airlines morreu após receber uma descarga elétrica quando respondia a uma chamada em seu iPhone 5.

Segundo a empresa, o problema ocorreu quando o telefone estava conectado à tomada para recarga da bateria, e a aeromoça pegou o aparelho para atender a uma ligação.

Ma Ailun, de 23 anos, moradora da região de Xinjiang, no Oeste do país, morreu eletrocutada ao atender o iPhone na quinta-feira, 11, segundo a agência de noticias oficial Xinhua, que citou fontes policiais.

"Lamentamos profundamente o trágico acidente e oferecemos nossas condolências à família", diz um comunicado distribuído pela Apple nesta segunda-feira, 15. "Investigaremos plenamente e cooperaremos com as autoridades para esclarecer o assunto".

A empresa não comentou detalhes, tratando o caso como um episódio isolado.  A irmã da aeromoça escreveu em uma rede social sobre o acidente e recomendou que os usuários a tomarem cuidado quando o telefone estiver ligado à rede elétrica. A mensagem foi compartilhada por milhares de internautas.

Em abril, a Apple desculpou-se perante aos consumidores chineses e mudou sua política de garantias do iPhone no seu segundo maior mercado.
A mudança foi uma reação às críticas de consumidores e das autoridades chinesas sobre a política de pós-venda no país, considerada pior do que nos demais mercados.


De internacional, ESTADÃO.COM

Brasil tem perda bilionária em setor turístico

RIO - O incentivo à visitação dos parques nacionais tem potencial para injetar, até 2016, R$ 1,8 bilhão por ano na economia nacional, segundo um dos mais detalhados relatórios do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) sobre as unidades de conservação brasileiras. No ano dos Jogos Olímpicos, estas unidades injetariam até R$ 2,2 bilhões nos cofres públicos. Com uma ressalva: os ganhos, obtidos com ingressos, parcerias e geração de renda nas populações do entorno, só devem alcançar esta dimensão se houver um investimento significativo nas áreas protegidas.

Entre 2001 e 2010, a verba destinada às unidades federais permaneceu a mesma - cerca de R$ 300 milhões por ano. No entanto, no mesmo período a área total protegida aumentou 83,5%. O investimento em cada hectare conservado pelo governo brasileiro, portanto, sofreu uma redução de 40% desde o início da década passada.

Parte deste vazio é preenchida por recursos de compensação ambiental, um valor pago por grandes empreendimentos para atenuar os impactos que provocarão no meio ambiente. Entre janeiro e junho deste ano, este caixa levou R$ 33,4 milhões para os parques nacionais.

O país é elogiado por sua dedicação à Convenção sobre Diversidade Ecológica, um acordo internacional que, para reduzir a perda de biodiversidade, defende o estabelecimento de novas unidades de conservação. Entre 2003 e 2008, o Brasil foi responsável por 74% de todas as áreas protegidas criadas no mundo.

- Aumentamos o percentual de áreas protegidas, mas não os recursos - lamenta Roberto Vizentin, presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). - Precisamos de um orçamento maior e uma gestão que conte com outras fontes para seu próprio sustento, como projetos de cooperação internacional.

Fundador do ICMBio e seu presidente entre 2007 e 2008, o biólogo João Paulo Capobianco assegura que “dá para contar nos dedos” quantos parques nacionais contribuem para a geração de renda nas cidades vizinhas.

- É uma loucura ver que este objetivo não é cumprido porque algumas unidades de conservação estão fechadas ao público - lamenta. - Além de não gerar um potencial de visitação, cria-se uma inimizade com as cidades vizinhas, que encaram os parques como um prejuízo, um bem inacessível...


De Renato Grandelle, O GLOBO

Mercosul rechaça espionagem e deixa em aberto asilo a Snowden

Os líderes também decidiram convocar para consultas seus embaixadores nos quatro países europeus (Portugal, Itália, França e Espanha) que proibiram o avião do presidente boliviano Evo Morales de sobrevoar seus espaços aéreos. Na linguagem diplomática, o movimento representa um forte sinal de descontentamento.
Devido à proibição, a aeronave de Morales teve de fazer um pouso não previsto na Áustria e permaneceu retida no local para averiguação. Havia a suspeita de que Snowden pudesse estar escondido dentro do aparelho.
Os embaixadores dos países envolvidos que atuam no Mercosul também serão comunicados sobre essa decisão do bloco.
Edward Snowden foi responsável por vazar detalhes de um programa de monitoramento do governo dos EUA de dados de telefone e internet em vários países do mundo, incluindo o Brasil...

De Denise Mota, de Montevidéu, BBC BRASIL

Absolvição de ex-vigia que matou jovem causa indignação nos EUA

absolvição por um júri na Flórida de George Zimmerman, acusado de matar a tiros o adolescente negro Trayvon Martin, provocou indignação entre representantes da luta pelos direitos civis e reacendeu o debate sobre discriminação racial, porte de armas, leis de defesa pessoal e igualdade. Centenas de manifestantes protestaram contra a decisão em várias partes do país e em Oakland, Califórnia, uma manifestação terminou em vandalismo, com lojas saqueadas e viaturas policiais depredadas.
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu neste domingo a todos os americanos que façam "uma reflexão tranquila" sobre o caso. Em comunicado emitido neste domingo pela Casa Branca, Obama, que no ano passado chegou a dizer que, se tivesse um filho, ele se pareceria com Martin, pediu respeito aos pais do jovem. "A morte de Trayvon Martin foi uma tragédia. Não só para sua família, mas também para os Estados Unidos", afirmou o presidente...

De internacional, VEJA

ONU deve usar força letal contra rebeldes no Congo

Há algo diferente nos soldados de capacete azul nas trincheiras e blindados brancos posicionados nos limites da cidade de Goma, na província do Kivu Norte, no extremo leste da República Democrática do Congo - o principal foco do conflito no país.

A presença de tropas das Nações Unidas na região não é novidade para a população. O organismo é visto pelos moradores com uma boa dose de descrédito, principalmente depois que rebeldes do M23 conseguiram invadir a cidade, sem enfrentar resistência da ONU, no fim do ano passado (eles se retiraram logo depois).

Mas hoje também estão presentes atrás das trincheiras tropas diferentes daquelas que observaram passivas a tomada da cidade. Um novo mandato, endurecido, foi autorizado pelo Conselho de Segurança após a invasão.
Ele cria a chamada Brigada de Intervenção, uma unidade fortemente armada e treinada, e dá autorização para que os capacetes azuis usem "todos os meios necessários" para conter as ações dos rebeldes e até atacá-los em ações preventivas – em uma decisão sem precedentes na história das Nações Unidas.
Também mudou o perfil do homem responsável por comandar as tropas. O novo comandante da força é o brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz. Ele estimula seus subordinados a implementar as novas ordens de Nova York e retaliar, se necessário com força letal, uma eventual nova agressão em larga escala por parte dos rebeldes.
Mas não é só isso. Santos Cruz está tentando impor um novo ritmo à missão, mais ativo. Ele quer respostas rápidas de seus comandantes para qualquer agressão de grupos rebeldes contra a ONU ou a população. Também está tentando deslocar para as regiões mais críticas armamentos que estavam em bases mais remotas e não vinham sendo utilizados.
Mas a tarefa é complicada, especialmente devido a dimensão continental do país. Os rebeldes atacam áreas remotas e fogem em seguida para a selva. Mesmo com mais de 20 mil capacetes azuis não é possível estar em todos os lugares. Além disso, mover rapidamente a estrutura colossal e complexa da ONU não é tarefa fácil...


De Luis Kawaguti, BBC BRASIL

PIB da China cresce 7,5% no 2º tri, em linha com expectativas

PEQUIM - O crescimento econômico anual da China desacelerou para 7,5 por cento entre abril e junho deste ano, ante 7,7 por cento, no segundo trimestre seguido de crescimento mais lento, de acordo com dados oficiais divulgados nesta segunda-feira.
O dado do segundo trimestre, anunciado pela Agência Nacional de Estatísticas, ficou em linha com expectativas do mercado em pesquisa da Reuters.
A segunda maior economia do mundo cresceu 7,6 por cento nos seis primeiros meses de 2013 na comparação com um ano antes.
Outros dados divulgados junto com os do PIB mostraram que a produção industrial cresceu 8,9 por cento em junho sobre o ano anterior, ante expectativa de 9,1 por cento em pesquisa da Reuters. As vendas no varejo em junho avançaram 13,3 por cento ante o ano anterior, contra expectativa de 12,9 por cento.
Os investimentos em ativo fixo subiram 20,1 por cento no primeiro semestre na comparação com o mesmo período do ano anterior, contra projeção de 20,2 por cento.


De economia, REUTERS BRASIL

domingo, 14 de julho de 2013

Mais uma licitação fraudulenta envolvendo governo do Rio

A licitação para recuperação das lagoas da barra da Tijuca e Jacarepaguá, vencida pelas construtoras Queiroz Galvão, OAS e Andrade Gutierrez, já tinha seu resultado conhecido numa clara prova de licitação fraudulenta envolvendo o governo de Sérgio Cabral. No mesmo período dessa licitação, a Odebrecht e a construtora Carioca Christiani-Nielsen, venceram outra licitação, de R$ 600 milhões, para prevenção de enchentes no noroeste do Rio, obra que também é ligada à Secretaria de Estado do Ambiente.
A denúncia feita pela revista Época dessa semana afirma que obteve a informação previamente sobre o desfecho do processo licitatório e publicou em 11 de junho um anúncio cifrado nos classificados de um jornal do Rio antecipando o resultado. O anúncio dizia: "Vendo Empreendimento Lagoas da Barra, no Rio, com obras de recuperação ambiental realizadas pelo consórcio vencedor Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez e OAS". A obra foi orçada em R$ 673 milhões. As propostas foram entregues pelos concorrentes à Secretaria Estadual do Ambiente somente em 14 de junho, acrescenta a reportagem.
A vitória do consórcio Complexo Lagunar, composto por Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez e OAS, foi anunciada em 17 de junho. Segundo a "Época", a oferta vencedora era apenas 0,07% mais barata do que o valor máximo estipulado pelo governo.

De país, corrupção, JORNAL DO BRASIL

Após manifestações, Lula e Dilma vivem desgaste na relação

As manifestações de junho não derrubaram apenas a popularidade da presidente Dilma Rousseff. Elas também ajudaram a desgastar sua relação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Petistas dizem que "criador" e "criatura" estão muito longe de um rompimento, e que errará quem apostar nesse desfecho, mas concordam no diagnóstico: a ligação dos dois chegou ao ponto mais difícil desde que Dilma assumiu o cargo, há dois anos e meio.

Nos bastidores do governo e no próprio PT, a distância foi percebida e virou alvo de comentários. Interlocutores de Dilma atribuem a aliados de Lula o vazamento de críticas à atuação do Executivo durante a onda de protestos que sacudiu o país em junho.

Interlocutores de Lula dizem que ele considerou uma "barbeiragem" a decisão do Planalto de propor uma constituinte para a reforma política sem ouvir o vice-presidente Michel Temer (PMDB), mas consultando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), adversário do PT.

Também há queixas partindo do governo. Uma delas: Lula chegou a sugerir a redução do número de ministérios, embora tenha promovido o aumento do número de pastas quando era presidente.

Pessoas que falaram com o ex-presidente nas últimas semanas o descrevem como "preocupado" e dizem que volta e meia ele expressa incômodo com a "teimosia" e a centralização da sucessora.

Desde dezembro, ele tem sido assediado por empresários, banqueiros, sindicalistas e políticos, que em geral reclamam do estilo de Dilma...


De Natuza Nery, Valdo Cruz, Catia Seabra, de Brasilia, poder, FOLHA

Morte de Cory Monteith causa comoção no Twitter

Rio - O anúncio da morte de Cory Monteith, que ganhou fama em "Glee", a série de sucesso da TV, pegou todo mundo de surpresa na manhã deste domingo. Segundo informações da polícia, o corpo do ator canadense foi encontrado por funcionários do Hotel Fairmont Pacific Rim, na zona portuária de Vancouver, no Canadá, depois que ele estourou o horário de fazer o check-out.

"Não tenho palavras. Meu coração está partido", postou no Twitter Dot-Marie Jones, que interpreta a treinadora de futebol Shannon Beiste em "Glee", sábado de madrugada. Ela se referiu a Cory como um "amigo infernal" e um "homem incrível".

Assolado por uma luta feroz contra a dependência química - uma vez ele declarou que tinha sorte de estar vivo -, o intérprete de Finn Hudson tinha apenas 31 anos. Ainda não há informações detalhadas sobre a causa de sua morte, mas, de acordo com a polícia, as pessoas com quem Cory foi visto mais cedo no hotel onde estava hospedado serão interrogadas pela polícia.

Artistas como Rihanna, Ricky Martin e Hilary Duff, entre outros, também lamentaram a morte de Cory pelo Twitter. "Que eu espírito esteja em paz e que você voe com os anjos. É de partir o coração! Minhas preces todas são para você e seus amados", postou Rihanna. "Eu acabei de saber. Tão triste! Meu amor vai para a família e amigos dele, especialmente para Lea Michelle. Que ele descanse em paz", declarou Ricky Martin, citando a namorada do ator, que também estrela 'Glee'.

A Fox e os produtores da série também se manifestaram: "Era um artista excepcional e uma pessoa ainda mais excepcional. Era uma verdadeira alegria trabalhar com ele, e vamos todos sentir tremendamente a sua falta.

Em abril passado, Cory havia se submetido a um tratamento de desintoxicação para dependentes químicos, e estava em busca de se recuperar do vício, de acordo com sua assessoria de imprensa.

Não foi a primeira vez que o ator foi em busca da reabilitação. Ele também recebeu tratamento quando tinha 19 anos e já havia falado sobre suas lutas contra as drogas.

Além da série, que estreou em 2009, e está em sua quarta temporada, ele também contabilizou papéis nas série "Kaya" e "Kyle XY", e aparições em "Smallville", ''Supernatural, "Stargate", entre outras.


De cultura, O GLOBO

Brasil dará refúgio para 58 colombianos ameaçados de morte

O Brasil dará refúgio a 58 colombianos, atualmente residentes no Equador, que foram ameaçados de morte em seu país de origem – alguns pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Essas famílias apresentaram o pedido de refúgio no Brasil ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

No Rio Grande do Sul, ficarão assentados 33 refugiados, encaminhados com apoio da Associação Antônio Vieira. Por meio do Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Guarulhos (CDDH), o estado de São Paulo receberá os demais colombianos.

Os pedidos foram acolhidos pelo Acnur, cujo programa mundial de reassentamento e refúgio tem participação do Brasil, explicou o coordenador-geral do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), Virginius Franca Lianza. “O Conare verifica as possibilidades de integração de cada caso em separado. O primeiro ano de moradia das famílias reassentadas é custeado pelo próprio Acnur. Já a sociedade civil realiza a integração local dos refugiados, e o governo brasileiro trata da legalização e proteção dessas pessoas no Brasil.”

O presidente do Conare, Paulo Abrão, destacou que  a agenda prioritária do Conare está centrada não somente na análise de mérito dos pedidos de refúgio, mas também na formulação de políticas de integração. De acordo com Abrão, o Conare é responsável pela articulação do sistema de proteção ao refugiado, em todas as suas dimensões, incluindo a formulação de políticas e serviços de atendimento e de integração social.

O primeiro reassentamento de refugiados no Brasil foi feito em 2002, com a chegada de 23 afegãos ao Rio Grande do Sul. Segundo o Conare, atualmente, 467 refugiados estão reassentados em território brasileiro: 324 colombianos, 96 palestino, 27 equatorianos, nove afegãos, três venezuelanas, três apátridas, um congolês, uma costarriquenha, uma iraquiana, uma jordaniana e uma libanesa...


De agência Brasil, A CRÍTICA MANAUS

Assembleia de Alagoas vira feudo de poucas famílias que levam maior parte da folha

As denúncias de corrupção no Poder Legislativo de Alagoas, feitas pelo deputado JHC ao Ministério Público, com milhares de páginas em um cd, contemplam alguns servidores que recebem até cinco vezes somente no dia 28 de fevereiro de 2011. Na lista de funcionários com respectivas contas bancárias, que a Caixa Econômica Federal entregou ao deputado por força de decisão judicial, consta esposas, irmãos, todo tipo de parentes recebendo dinheiro público da Assembléia Legislativa de Alagoas.
Até o ex-deputado João Caldas da Silva, matrícula 51.395, pai do denunciante, recebe dinheiro da Assembléia Legislativa, mais precisamente R$ 3.887,95 líquidos. É de se notar que na folha de pagamento de fevereiro de 2013, em posse do EXTRA, o mesmo servidor percebe a quantia bruta de R$ 13.686,44. Com redutor de R$ 4.051,19, o ex-deputado percebeu a quantia de R$ 9.635,25. Também constam na folha de fevereiro de 2011 os nomes de Mirela C L Siqueira, esposa do deputado João Beltrão de Siqueira, com salário líquido de R$ 6.903,48, Silvânia Batinga da Silva, esposa do deputado Marcos Barbosa, com vencimento líquido de R$ 3.997,15.
Das listagens, tanto de fevereiro de 2011 quanto de fevereiro deste ano, consta nomes conhecidos. É o caso do deputado Ricardo Nezinho, que tem as irmãs Raulene Pereira M dos Santos (esposa do ex-deputado Marcelino Alexandre, de Arapiraca), Rutineide Pereira de Melo, os irmãos José Rodolfo Pereira Melo e José Ronaldo Pereira Melo (este médico e servidor da Unidade de Emergência de Arapiraca), além do cunhado José Ernesto dos Santos Filho. Todos os parentes do deputado Ricardo Nezinho recebem o teto do Legislativo, que é de R$ 9.570,16 cada um deles.

De improbidade, EXTRA DE ALAGOAS

Nove militantes morrem em ataques com drones dos EUA e da força aérea do Paquistão

PESHAWAR, Paquistão - Pelo menos nove supostos militantes, incluindo dois estrangeiros, foram mortos na região tribal fora da lei, durante um ataque com drone dos EUA e uma operação militar paquistanesa, disseram as autoridades de segurança no domingo.
O Paquistão tem sofrido uma onda de ataques de militantes desde que o primeiro-ministro Nawaz Sharif assumiu o cargo no mês passado, colocando pressão sobre sua equipe para que aja de forma mais agressiva para conter a insurgência.
Ataques com mísseis de aviões não tripulados dos EUA causaram os maiores danos contra combatentes Talibãs, nas regiões montanhosas que se estendem pela fronteira afegã nos últimos anos, às vezes causando pesadas baixas civis.
No terceiro ataque desse tipo, desde que Sharif chegou ao poder, dois supostos militantes em uma motocicleta, foram atingidos por mísseis na região de Mir Ali, no Waziristão do Norte, no sábado à noite, disse uma autoridade.
"Dois homens, provavelmente cidadãos árabes, estavam passando pelo vilarejo de Mosaki quando o drone lançou dois mísseis e os atingiu," disse a autoridade.
Outra fonte de segurança disse que eles eram militantes estrangeiros do Turcomenistão.
É difícil verificar o impacto de ataques de drones nos militantes e nos civis, porque observadores independentes e jornalistas praticamente não têm acesso às áreas onde a maioria dos ataques ocorre.
Ao mesmo tempo em que o governo condena os ataques com drones, dizendo que são uma violação à sua soberania, quer parecer que está decisivo nos seus próprios esforços para combater os militantes em seu território e prometeu preparar uma nova estratégia de segurança para lidar com a insurgência...

De Jibran Ahmad, REUTERS BRASIL

Documentos de Snowden podem ser o pior pesadelo dos EUA, diz jornalista

BUENOS AIRES - O ex-espião americano Edward Snowden, que está foragido, controla informações perigosas que podem se tornar o "pior pesadelo" dos Estados Unidos se forem reveladas, disse um jornalista familiarizado com os dados a um jornal argentino.
Glenn Greenwald, o jornalista do Guardian que publicou pela primeira vez os documentos que Snowden divulgou, disse em entrevista publicada neste sábado que o governo americano deveria tomar cuidado na perseguição ao ex-analista de computadores.
"Snowden tem informações suficientes para causar mais danos ao governo dos Estados Unidos em um único minuto que qualquer outra pessoa já teve", disse Greenwald, no Rio de Janeiro, ao jornal argentino La Nación.
"O governo dos Estados Unidos deveria ajoelhar-se todos os dias e implorar que nada aconteça com Snowden, porque, se algo acontecer com ele, todas as informações serão reveladas, e pode ser o pior pesadelo".
Snowden, que está sendo processado por Washington após revelar detalhes de um programa de monitoramento secreto, está confinado em um aeroporto de Moscou desde 23 de junho e busca refúgio na Rússia até conseguir uma passagem segura para a América Latina, onde diversos países ofereceram-no asilo.
Greenwald disse à Reuters na terça-feira que Snowden deve aceitar asilo na Venezuela, um dos três países latino-americanos que fizeram essa oferta.
As informações vazadas por Snowden sobre segredos de espionagen americanos, que incluem monitoramento de emails, irritaram amigos e inimigos deWashington da mesma forma.
Líderes na América Latina criticaram os Estados Unidos após Greenwald noticiar em um jornal brasileiro que a região era um dos objetivos dos programas de espionagem que monitoravam a internet.
Washington pediu que os países não deem livre trânsito a Snowden.
Greenwald disse em entrevista ao La Nación que os documentos que Snowden guardou em diferentes partes do mundo detalham quais programas de espionagem americanos capturam as transmissões da América Latina e como funcionam.

De REUTERS BRASIL